Furão bravo ou Tourão

Nome da espécie: 
Mustela putorius
Classificação: 
Estado de conservação: 
Em Portugal não existe muita informação , daí a espécie estar classificada com o estatuto de Informação Insuficiente (DD). Encontra-se em declínio-incluída no Apêndice III da Convenção de Berna.
Fatores que o colocam em risco de extinção: 
Controlar possíveis espécies predadoras.Sensibilização ambiental de modo a alterar a imagem negativa da espécie.
Peso (kg): 
1.50
Tamanho (m): 
0.50
Revestimento: 
Pêlos
Cor: 
Pelagem geralmente castanho-escura, mais clara na zona dos flancos. Característica distintiva dos outros Mustelidae é a “máscara” castanho-escura ou preta sobre os olhos, rodeada por uma mancha esbranquiçada no focinho. O pelo é mais escuro no verão.
Época de reprodução: 
Entre Março e Maio.
Número de crias: 
A gestação dura 42 dias. As crias, de três a sete, nascem geralmente no final da Primavera, o desmame ocorre por volta do primeiro mês de vida e ficam independentes aos 2-3 meses.
Dieta alimentar: 
Carnívoro
Alimentos: 
Animais de pequeno porte como por exemplo, ratos e pássaros pequenos.
Curiosidades: 
Em Portugal, os furões passaram a ser permitidos como animais de companhia (ao abrigo do Decreto-lei 211 de 3 de Setembro de 2009, pela Portaria 7 de 5 de Janeiro de 2010), desde que registados no Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas.